AROP - Associação e Registo dos Osteopatas de Portugal

Subscreva à nossa newsletter.



 

Eventos

 

Curso de Pós-Graduação em Osteopatia

 

Realização conjunta do:

Observatório de Medicina Integrativa (OMI)

Universidade Fernando Pessoa (UFP)

Em parceria com:

Conservatoire Supérieur Ostéopathique Français (CSOF)

Associação e Registo dos Osteopatas de Portugal (AROP)

Ampliar imagem numa nova janela

 

Conteúdos dos Módulos do Curso (Anos Académicos 2012/2013)

 

Módulo 1 (21-22/01/2012)

Princípios Osteopáticos na Prática

A Osteopatia é um sistema total de saúde que professa e ensina a filosofia Osteopática:

  • O corpo é uma unidade.
  • Ele possui mecanismos de auto-protecção e auto-regulação.
  • Estrutura e função estão reciprocamente interligadas.
  • O tratamento considera os 3 princípios precedentes

Os 4 princípios principais da Osteopatia são muitas vezes chamados os 4 apoios ou princípios da profissão. A Osteopatia também abarca todos os instrumentos reconhecidos de diagnóstico e tratamento incluindo os métodos de palpação e manipulação Osteopática.

Detalhes: clique aqui

 

Módulo 2 (25-26/02/2012)


Após os ecos obtidos junto de alguns colegas em relação ao 1º módulo do nosso Curso decidimos alterar a ordem prevista para a sequência do mesmo, sem que daí advenha qualquer prejuízo.

Abordaremos então já a Postura do ponto de vista da Osteopatia (5º módulo), visando assim uma melhor compreensão das matérias que se irão seguir no futuro.


Conceito Osteopático da Postura

Serão revistos os sistemas responsáveis pelo equilíbrio postural do indivíduo e também os elementos biomecânicos que o condicionam. Serão propostos os testes mais correntes e mais fiáveis baseados sobre a biomecânica, necessários ao Osteopata para determinar quais são as estruturas em disfunção para originar o quadro clínico e que constituem o exame de base do paciente. Tudo isto irá permitir estabelecer um protocolo geral de testes sistematizados que irão determinar o diagnóstico Osteopático.

Detalhes: clique aqui

 

Módulo 3 (31/03-01/04/2012)


A ordem dos módulos do nosso curso de pós graduação tem sido revista em função da evolução do mesmo curso com algumas alterações, não mudando na essência e nos objectivos mas sim procurando uma melhor articulação das várias matérias, procurando um melhor aproveitamento dos seus conteúdos.


A Dor

A Capacidade Palpatória

A boa palpação ou a perícia do tacto aparecem ligadas à essência de todas as terapias manuais. A subtileza e a sensibilidade do tacto e a interpretação correcta dos testes palpatórios, são exigidas desde o início do treino, e continuarão a desenvolver-se através da prática. Serão abordadas a palpação e a avaliação da pele, as mudanças da estrutura muscular, a função muscular, as articulações, a determinação das tensões mecânicas anormais no sistema nervoso, a palpação visceral, a palpação sem tocar o corpo físico e ainda a palpação e avaliação dos estados emocionais.

 

Módulo 4 (21-22/04/2012)

A Terapia Crânio-Sagrada

À partida serão abordados os 2 conceitos básicos da Osteopatia Craniana, o movimentos das suturas cranianas e as séries de impulsos rítmicos dentro do crânio. Muito tem sido dito e escrito sobre as técnicas cranianas como mero suplemento do arsenal Osteopático e é verdade que muitas das técnicas individuais podem ser usadas num nível puramente mecânico. Este curso concentrar-se-á mais na localização dos ritmos, mais profundos e mais lentos, dos fluidos gerados pela acção da "respiração primária". Baseado na convicção de que as funções do sistema humano são mantidas e integradas por uma força biodinâmica assim conhecida. Uma visão completa das maiores áreas do corpo, incluindo a motilidade, a estrutura e as relações anatómicas, oferece aplicações práticas que serão postas em evidência durante o curso. Essencialmente também serão focados os níveis perceptivo e clínico da prática Crânio-Sagrada.

 

Módulo 5 (26-27/05/2012)

A Biomecânica da Lesão Músculo-esquelética

Os mecanismos inductores da Lesão Músculo-esquelética

Fisiopatologia da Lesão Músculo-esquelética

Serão estudadas de maneira detalhada as bases mecânicas das lesões músculo-esqueléticas para uma melhor compreensão dos mecanismos causativos, do efeito da lesão nos tecidos músculo-esqueléticos e ainda como os nossos conhecimentos actuais da biomecânica podem contribuir para a prevenção da lesão.

Estes mecanismos são nimerosos e variádos: traumatismos físicos, psíquicos, obstétricos, psico-somáticos, medicamentosos, ligados às doenças degenerativas, em relação com as disfunções do sistema energético.

As suas consequências

O tratamento adequado para estes diferentes mecanismos.

 

 

Módulo 6 (30/06-01/07/2012)

Abordagem Osteopática da Criança

Neste módulo serão explicadas claramente como as solicitações físicas acumuladas durante o parto podem afectar a criança durante muitos anos. Estas tensões podem provocar alguns sintomas físicos e padrões de comportamento muito comuns em bébés e crianças.

Será então discutido porque deve o bebé ser visto rapidamente por um Osteopata após o nascimento. Quais são os sinais que devem incitar a ir a uma consulta com um Osteopata? O que é Osteopatia pediátrica? Quais são as grandes indicações Osteopáticos? O que é que a Osteopatia pediátrica pode fazer pelo bem-estar e a saúde do bebé e da criança?

 

2º Ano do Curso de Pós-graduação de Osteopatia - AROP/UFP - (2012/2013)

 

Módulo 7  (20-21/10/2012)


O diagnóstico na abordagem Osteopática

Começar-se-á por definir e explorar a ideia da lesão Osteopática (disfunção somática) como uma entidade em si mesmo e dentro de uma perspectiva mais holística. Serão abordados alguns dos modelos conceptuais que têm sido usados para uma perfeita compreensão de como problemas funcionais ou patológicos podem ser explicados numa perspectiva Osteopática. Discutir-se-ão ainda alguns dos modelos de diagnóstico e tratamento, como eles têm surgido e, quando conhecidos, os seus fundamentos fisiológicos. Finalmente serão analisadas várias situações clínicas numa perspectiva Osteopática.

 

>> Por razões de agenda dos professores do curso, a ordem dos módulos 8 e 9 foi trocada <<

 

Módulo 8  (24-25/11/2012)

Os Pontos Gatilhos e a sua Terapia

Este módulo focará especialmente os pacientes álgicos, propondo técnicas de abordagem eficazes, permitindo detectar, provocar e eliminar os pontos gatilhos. Esquece-se muitas vezes o papel da musculatura na génese das dores. Ora no caso de dores no aparelho locomotor, pode-se incriminar muitas vezes e conjuntamente a musculatura e a existência dos pontos gatilhos.

 

Módulo 9  (12-13/01/2013)

ATM – A Articulação entre o Osteopata e o Médico Dentista

O objectivo deste módulo é permitir um diálogo entre o especialista na Arte Dentária e o Osteopata. Por exemplo é incompreensível começar um tratamento Osteopático sobre um paciente apresentando um quadro de má oclusão primária reflexogénica.
 

 

Módulo 10  (16-17/02/2013)

As Manipulações dos Nervos Cranianos

O cérebro deve ser o alvo prioritário da nossa acção e serão aqui ensinadas manipulações deste sistema nervoso delicado, constituído pelos nervos cranianos e novas técnicas permitindo ter uma acção sobre aquele.

 

Módulo 11  (9-10/03/2013)

As Disfunções Glandulares e Nervosas – Diagnóstico e Tratamento Osteopático

O nosso organismo reage e defende-se do stress exprimindo um desequilíbrio. O Osteopata tem um papel importante a jogar na prevenção, compreensão e tratamento deste quadro sintomatológico, ajudando rapidamente, particularmente ao nível da prevenção ou da instalação de uma insuficiência glandular.

 

> Por razões de agenda dos professores do curso, a ordem dos módulos 12 e 14 foi trocada <

 

Módulo 12  (13-14/04/2013)

A Clínica e a Prática Osteopática

Neste módulo, complementando os testes biomecânicos habituais, o exame do paciente deverá incluir na sua globalidade uma anamnése detalhada. Um bom conhecimento semiológico e fisiológico é fundamental para a noção da globalidade pretendida. Esta semiologia permite desde logo fazer um diagnóstico de exclusão.

Serão ainda revistos testes específicos a juntar ao exame clínico em função dos sinais clínicos. Finamente serão apresentadas múltiplas técnicas de correcção.

Didier Feltesse, M.D., D.O.

Diplomas de Medicina Desportiva, Imuno-Reumatologia, Traumatologia Desportiva e Medicina Física

 

Módulo 13  (18-19/05/2013)

A Osteopatia, a Gravidez e as Hormonas

A palpação feita pelo osteopata permite detectar alguns sinais específicos a nível craniano que acompanham sintomas apresentados pelo bebé, como regurgitações, problemas de digestão, sono, atrasos no desenvolvimento, etc., e que hoje se pensa poderem provir da fase de desenvolvimento intra-uterino. Também a má gestão feita pelo organismo feminino face à impregnação hormonal, será abordada.
 

 

Módulo 14 (22-23/06/2013)

 

A Mecânica Osteopática: Artérias e Sistema Neurovegetativo

Mais não se pretende com este módulo do que oferecer ao pós-graduando os meios de aplicar na prática o conceito de A.T. Still: a regra da artéria é rainha. O sistema vascular, com o sistema neurovegetativo que o acompanha, constitui de facto para o Osteopata "o elo" ao mesmo tempo mecânico, fluídico e neurológico que une a totalidade do corpo.

Robert Mesle, DO

 Diplomado em Osteopatia (DO), IWGS, Paris

 Licenciatura em Ciências da Educação, Universidade François Rabelais (Tours)

 Diploma Inter-Universitário em Estatística Aplicada à Pesquisa Clínica (CESAM, Universidade Paris VI)

 Diploma Inter-Universitário de Epidemiologia etiológica (CESAM, Universidade Paris VI)

ACTIVIDADES PROFISSIONAIS

 Osteopata em Paris

 Investigador  da Rede de Observação de Doenças e Epidemias

 Director de Publicação “La Revue de  l’Ostópathie”

 Responsável de Pesquisa da Escola de Osteopatia (ESO), Paris Marne-la-Vallée (2003-2010)

 Assistente na área da Osteopatia na Faculdade de Ciências da Motricidade da ULB,   (Bruxelas)

 Responsável de Cursos na Universidade François Rabelais (Tours)

 Responsável de Cursos na  Faculdade Sutherland de Medicina Osteopática (Gembloux, Bélgica)

 Responsável da ApoStill,  Jornal da  Academia Francesa de Osteopatia (2002-2010)

 Relator  do Comité de Estudos da Academia Francesa de Osteopatia (2002-2011)

 Membro do Conselho Científico da Union Groupe Initiatives Mutuelles (UGIM)

 Tem estado, como Osteopata ligado a vários eventos desportivos:  Paris-Dakar, 24 Horas de Le Mans,    Fórmula 3, Maratona des Sables, Raid Gauloises, Desert Cup, ...

 Formador interveniente: Brasil, Polónia, Portugal, Rússia, ...

 

Avaliação Final   (27-28/07/2013)



Nota: Em caso de necessidade este programa é susceptível de ser modificado

Mais Informações

Local de realização
Universidade Fernando Pessoa
Praça 9 de Abril, 349
4249-004 Porto

Data de início
21 e 22 de Janeiro de 2012

Módulo 1
Princípios Osteopáticos na Prática

Matrícula (no início do curso, à ordem da Fundação Fernando Pessoa)
350 €

Propina (antes do início de cada módulo, à ordem do Observatório de Medicina Integrativa)
250 €

A participação em módulos individuais é possível mediante o pagamento de 350 €  (antes do início do mesmo)

 

Atenção

Hotéis com acordos com a Universidade Fernando Pessoa:

No momento da reserva, informar ser participante no Pós-graduação de Osteopatia a ter lugar na Universidade Fernando Pessoa.

  1. Hotel Premium Porto
    Travessa Antero de Quental, nº 360
    Cedofeita
    4000-087 Porto
    www.hoteispremium.com
    (20 minutos a pé)
     
  2. Hotel Star In***
    Rua Senhora do Porto 930
    4250-453 Porto
    www.hotelstarinn.com
    (20 minutos a pé)
     
  3. Residencial Palanca
    Rua Faria Guimarães 779
    4200-291 Porto
    www.hotelpalanca.com
    (15 minutos a pé)

 

Copyright© AROP. Todos os direitos reservados powered by Bomsite